Distinções

Scan0008Em reconhecimento da sua participação na luta armada e de libertação, a Universidade de Moscovo distingue José Eduardo dos Santos, em 1969, com a medalha "Patrice Lumumba". A Fundação "Palmares", uma instituição governamental brasileira atribuiu-lhe a medalha de ouro "Zumbi dos palmares", a 20 de Novembro de 1989. A Assembleia do  Povo, na nona sessão e última em regime monopartidário, em 20 de Março de 1991, distinguiu José Eduardo dos Santos com a máxima distinção do Estado angolano, a "ordem Agostinho Neto".

Em 29 de Abril de 1993, em reconhecimento aos seus Esforços em prol de uma "Angola democrática, livre e pacífica", o instituto nacional norte-americano da liberdade "National Freedom Institute, INC" distingue-o com um certificado.

A Comissão Nacional para a Justiça Racial da Igreja Unida de Cristo dos Estados Unidos agracia-lhe, em Dezembro de 1991, com a Medalha "National Racial Justice", em reconhecimento a sua contribuição para a paz na região austral e África, independência da  Namíbia e o processo de reformas políticas e para abolição do sistema racial na África do Sul.

Em 21 de Março de 1995, San Nujoma, presidente da Namíbia, condecora José Eduardo dos Santos com a ordem "Welwitchia" de Primeiro Grau e recebe do seu homólogo Omar Bongo a medalha "Grande Cruz da Ordem Nacional", em 10 de Agosto, no Gabão.

A universidade federal do Brasil autorgou-lhe, em 18 de Agosto, título de Doutor "Honoris Causa" e de Comenda  do Visconde de  Maua, em reconhecimento a ajuda dada para a derrota do regime racista sul-africano e o sistema do apartheid.

Dos santos é co-fundador da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). O acto correu no Centro Cultural de Belém, Portugal, em 15 de Julho de 1996. Nesse ano é distinguido com o prémio "Galax", distinção atribuída a políticos notáveis, e com o colar da ordem de "Santiago de Espanha", entregue por Mário Soares, ex- Presidente português.

Pelo seu contributo na conservação da fauna angolana, recebeu a "medalha de ouro do conselho internacional de conservação da vida selvagem", em 1997.

A 29 de Agosto de 1998, a Universidade brasileira de Iguaçu atribuiu-lhe o título de doutor "Honoris Causa" e a de Mérito Comendador da Ordem José Bonifácio, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Durante a Realização do IV congresso do MPLA, em 1998, confirmou-o na liderança do partido, em 1998.

BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates